Ser ou Pertencer, eis a questão

SER OU PERTENCER, EIS A QUESTÃO! Ana Thomas

 
http://anathomaz.blogspot.com.br/
 
somos um ser composto de muitas forças
nosso corpo concretiza essa composição
no corpo se encontram instinto, intuição, percepções, emoções, mente e muitas outras forças que o compõe e o atravessa

no nosso processo de vida, a mente foi super valorizada
e todas as outras forças desinvestidas
e assim criou-se a dualidade – mente x corpo

uma mente não vive sem um corpo
então uma mente, que já não habita seu corpo, procura outros corpos para habitar
o corpo do conhecimento, da instituição, do guru, da religião, dos partidos políticos…
qualquer outro corpo, menos o próprio corpo
por isso temos uma mente que possue um corpo
a mente aprende fora e tenta dominar um corpo para realizar o aprendido

assim pertencemos
deixamos de SER
pertencemos a um grupo social, intelectual, racial…
deixamos de SER
queremos nos identificar
necessitamos referencias
queremos ser igual ou diferente do outro, vivemos de comparações
partimos sempre de fora
pertencemos
não somos mais

a grande mudança de paradigma é deixar de pertencer e começar a SER novamente

um caminho para essa transmutação é sair da irresponsabilidade e da imaturidade que todos fomos criados
somos irresponsáveis porque sempre queremos que alguem se responsabilize por nossas escolhas, queremos leis para sentirmos legitimados, buscamos os iguais para nos sentirmos certos, buscamos empregos, títulos, movimentos, grupos ativistas, queremos pertencer…

somos imaturos porque queremos mediadores
queremos que alguem diga o que é justo
somos vitimas
nos sentimos impotentes
nos relacionamos de modo amador
confundimos o que sentimos, acreditando que alguém nos faz sentir algo
que o outro (a sociedade, o governo, o patrão, o filho, a mãe…) é sempre o responsável do nosso bem ou mal estar

para SER, precisamos assumir a responsabilidade de nossas relações, de nosso autoconhecimento, de nossas criações
ao SER, somos maduros para encararmos sem intermediarios nossas relações, nossas emoções, nossas ações

SER é muito mais orgânico do que PERTENCER
pertencer demanda mais gasto energético, especulação, é necessário nos adaptarmos, criar algo que não flui em nós
SER é mais simples
só não parece fácil porque há muito tempo deixamos de praticar o SER
mas é mais simples e mais fluido do que pertencer

precisamos trazer nossa mente para dentro do corpo novamente
deixa-la lado a lado com nossa intuição, nosso instinto, nossas emoções, nossas percepções…
a mente vai adorar voltar a seu corpo de origem
o corpo vai vibrar de alegria ao voltar a se compor por inteiro
voltar a SER
TORNAR-SE
inteiro
singular
potente
criador de si mesmo

SALVE O SER!

Advertisements